sexta-feira, 6 de setembro de 2013

IGREJA X IMPOSTOS

Pr. Edrisse em visita a Câmara dos Deputados

Muito se fala sobre o tal privilégio das igrejas de não pagarem impostos, por serem organizações sem fins lucrativos, isto, é Filantrópicas. Uns acreditam que as igrejas deveriam pagar impostos, pois muitos Ministros quer seja evangélicos, ou católicos, ou qualquer outro, ficam ricos por terem super salários de suas entidades. Isso, porém não vem de agora, pois o Próprio apóstolo Paulo já advertia Timóteo sobre aqueles que entram nas igrejas com o intuito de obter lucro através do ministério, (Tm. Cap. 6 Ver. 3-10). Outro dia comprei um jornal desses fundo de quintal que vende na Farmácia BIG BEN (BEN é com N mesmo) que tinha como matéria chave a tal questão do privilégio que a igreja tem de não pagar imposto. Lógico que eles estavam desgraçando a igreja, dizendo que ela é rica tem muitas posses e que as igrejas causam um rombo de bilhões nos cofres públicos e que os pastores são todos uns milionários. Mas precisamos ouvir o contraditório!!!

MINHA REFUTAÇÃO:
Claro que concordo que tem muita gente mau caráter nesse mundo que se utiliza da fé alheia e da religião para tirar proveito, isso não é novidade, (Como se fosse só da fé que as pessoas tirassem proveito), todavia isso é um argumento muito baixo, visto que os políticos trabalham bem menos do que os verdadeiros ministros do Evangelho em prol da sociedade e são muito bem e até demais remunerados pelo seu péssimo serviço. Quantos deles acordam de madrugada para socorrer doentes e gravidas em trabalho de parto? Quantos deles vão nas casas de famílias aconselhar casais para um melhor convívio, sem brigas violência, etc., evitando prisões por conta da Maria da Penha? Quantos deles saem do seu gabinete para atender drogados, mendigos, bêbados e outros mais? Para falar a verdade, nem as ambulâncias que eles nos oferecem, nem hospitais, nem seus centros de reabilitação, tem mais efeito do que a igreja. Já foi constatado por vários órgãos de pesquisa, que a igreja regenera um viciado muito mais rápido e em maior quantidade do que qualquer órgão do governo.
Na verdade eles estão no lucro, pois se gastassem o dinheiro do governo com todos esses serviços sociais providos pela igreja eles estavam falidos. No fim das contas se eles fossem pagar pelos inúmeros serviços prestados, eles estariam nos devendo, e muito.
O GOVERNO ESTÁ É ECONOMIZANDO POR CONTA DO TRABALHO DA IGREJA. ESSA TROCA ATÉ QUE ESTÁ JUSTA!
Por Edrisse Pinho, Pastor, teólogo e Conferencista

Nenhum comentário:

Postar um comentário